Notícias Astral

Após chuvas intensas, as águas podem invadir as tocas dos roedores e carregar as bactérias para as residências e as vias públicas

Quando acontece enchentes e inundações, a urina dos ratos, presente em esgotos e bueiros, mistura-se à enxurrada e à lama das enchentes. Qualquer pessoa que tiver contato com a água ou lama contaminadas pode se infectar. Geralmente os surtos de leptospirose começam uma semana após as enchentes, por isso, todo cuidado é pouco.

Na época de seca, também oferecem riscos à saúde humana o contato com água ou lama de esgoto, lagoas ou rios contaminados e terrenos baldios onde existem ratos. Portanto, deve-se evitar o contato com esses ambientes.

Os sintomas da leptospirose são: febre, dor de cabeça, fraqueza, dores no corpo (especialmente na panturrilha), pele amarelada e calafrios. Eles surgem de sete a quinze dias após a infecção.

Apesar de ter sido detectada há poucas décadas, a doença já se espalhou pelo mundo e têm alto índice de mortalidade.

Nas zonas rurais e silvestres, os casos são mais frequentes e o acesso a um tratamento adequado é mais difícil.

No entanto, todos devem ficar atentos e é necessário o trabalho profissional constante de uma empresa de controle de pragas, principalmente no controle de ratos com o serviço de desratização.

 

Gostou do conteúdo? Compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram